Gol Fest reúne fãs de todas as gerações em SP

Segunda edição do evento aconteceu no Sambódromo do Anhembi

Volkswagen

Evento também marcou comemoração de 24 anos de liderança do hatch da VW

A paixão dos brasileiros por futebol é antiga. Em 1930, na primeira Copa do Mundo, a nossa seleção canarinho já marcava gols. A partir de 1980, porém, a palavra gol ganhou um novo significado no país. A Volkswagen, nesse ano, lançava o seu hatch Gol, em substituição ao Fusca. A paixão pelo carro pegou por aqui. Três décadas depois, ele já está na quinta geração. Há 24 anos consecutivos é o modelo mais vendido no Brasil e, há dois, a estrela do Gol Fest, festival da VW no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, que reúne clientes, proprietários, colecionadores e fãs do modelo para celebrar o seu sucesso.

Com o tema “5 gerações. A mesma paixão”, a segunda edição do Gol Fest aconteceu no sábado, 16 de julho, das 10h às 20h e reuniu milhares de pessoas. Com entrada gratuita, todas puderam aproveitar a programação e participar do sorteio de dois Gols 1.0 zero-quilômetro, além de conferir o Polo 2012 e as novas séries Gol e Fox Rock in Rio.

Primeira geração do Gol, de 1980

Fãs de diversas gerações

A edição do Gol Fest exibiu ainda cerca de 150 Gols em suas cinco gerações. Rodrigo Martins expôs seu hatch da primeira, ano 1987. Com ele há 5 anos, o carro passou por várias alterações. “Mudei a cor, do branco para o azul do GTI de 1989. Troquei o motor de 90 cv por um de 500 cv. Coloquei painel e bancos do G3 e rodas do Passat alemão. Gosto do Gol porque aceita uma enorme variedade de acessórios”.

Thieres Lima é proprietário desde 2004 de um modelo 1996, da segunda geração, conhecida como “Gol Bolinha”. Anda com o carro aos finais de semana e também fez algumas mudanças: “Coloquei rodas de 17 polegadas, suspensão rebaixada fixa, bancos, faróis e spoilers dianteiros e traseiros do GTI e volante esportivo. Não o vendo, ainda mais agora que ele está a minha cara”.

Família Veloso exibe seu Gol G5; Rodrigo Martins mostra motor de seu Gol de 500 CV

A família Veloso, que já teve três Gols, fez questão de participar do evento. “Em nossa garagem, passaram a segunda e a quarta gerações do carro. Agora, temos um G5 e só o trocaremos por um Gol Rallye”, revela Cleber. Sua esposa, Olívia, completa: “Somos apaixonados pelo modelo. Adoramos seu design, independentemente da geração, e sua posição de dirigir”. Gabriela, a filha do casal, diz que o conforto dos bancos traseiros do Gol é o que mais a agrada.

O G3 de Eduardo Ribeiro é um 1.0 com 16 válvulas, tem suspensão fixa, rodas de aro 17” e volante do Gol Rallye. O diferencial do veículo, como diz ele, está no sistema de som. “Investi cerca de R$ 5 mil em um carro que eu adoro para ter alto falantes com potência maior”. Alexandre Gomes também gosta de ouvir música em volume alto. Equipou seu G4 com som de dois módulos. “Uma banda tem 980 watts e a outra, 480 watts”. Fora isso, ele colocou suspensão de rosca e rodas de 16”. “É fácil achar peças para ele”.

Volkswagen

Fábio Reolon mostra seu Gol de “fanático”; Eduardo Ribeiro investiu no som de seu Gol Rallye

O G5 2010 de Fábio Reolon foi o “primeiro Gol turbinado a ter câmbio automatizado”. Dono da oficina Nascar Powerchips, ele é fanático por VW, compra carros da marca para testar novidades e dá alguns detalhes dessa preparação: “Nesse carro, tenho a potência de 196 cavalos e consigo mudar as marchas nas borboletas atrás do volante. Como? No módulo de injeção, que controla tudo, mesmo depois de turbinado, desativei o ‘Kick-down’, que reduz a marcha quando se aciona o pedal do acelerador até o fim de curso. As reduções de marchas são feitas apenas nas borboletas”.

Atrações

Volkswagen

Versões altamente personalizadas tiveram destaque

Em uma das entradas do evento, foi realizado o Feirão da VW. Ao lado, um circuito com pista molhada foi montado para que os visitantes pudessem verificar o desempenho dos freios ABS do Gol. No Espaço Tecnologia, o sistema Park Assist, que ajuda a estacionar em vagas, era demonstrado. Já na Carreta Volkswagen Tech, o pessoal pôde comprar acessórios originais e participar de um curso básico de mecânica, oferecido mediante agendamento para turma de homens e de mulheres nas concessionárias VW.

Para os que vestem, literalmente, a marca, a “Volkswagen Collection” vendeu camisetas, relógios e outros itens da coleção inspirada no Gol Fest. Para ter uma foto com o Gol na capa de um exemplar da revista da VW, bastou passar pelo “Você de Gol na Capa”. Para ganhar uma ecobag, era só participar de um quiz no Espaço Sustentabilidade. E, para ganhar uma camisa ou uma mochila da Seleção Brasileira de Futebol, era preciso responder a perguntas sobre o Gol e a montadora.

Marca criou espaço “Gol de Placa” e manicure

Os bons de bola, no “Gol de Placa”, arriscavam um gol. Os alvos eram algumas partes do hatch. Acertando-os, os participantes ganhavam um cupom para o sorteio de um Novo Gol 1.0. No Espaço Rock in Rio, os craques do jogo de videogame Rock Band tinham a chance de levar uma miniatura do SUV Tiguan, além de conhecer o Gol Rock in Rio e de se informar sobre o festival de música patrocinado pela VW.

Crianças tiveram dia de gente grande com o Mini Gol

As visitantes puderam pintar as unhas nas cores de veículos da marca no Espaço Mulher. Cristina de Paula escolheu o “Vermelho Fox Prime” e diz: “Eles pensaram em tudo. Adorei a programação”. As crianças se divertiram em uma oficina de leitura e de escultura de balões, além de dirigirem um Mini Gol com motor a gasolina de 5,5 hp. “Desenvolvemos duas versões 30% menores do que o Novo Gol, com o mesmo design de interior e de exterior do modelo, além de quase todos os detalhes de acabamento”, diz Arilson Giuzio, da Engenharia de Protótipos da Volkswagen.

Na pista do sambódromo, a Equipe Steves fez acrobacias com o Novo Gol. Pelo palco do festival, passaram o DJ Igor Cunha, que tocou em uma mesa de som montada no porta-malas de um Novo Gol, o performer Fernandinho Beat Box, e, no final do dia, a banda Kid Abelha, que, como o hatch, surgiu na década de 1980 e faz sucesso até hoje.

Volkswagen

Pilotos fizeram acrobacias com hatch
*fonte: Autonews

2 comentários

  1. Olá Amigos(as),

    Quero agradecer o comentário de meu Gol Bolinha realizado por vocês, fiquei muito feliz ao vê, apesar de só ter visto agora em 2012. Pena que não apareceu a foto do meu gol bola verde. Obrigado e parabéns pela reportagem realizada.

    Atenciosamente,

    Thieres R. de Lima
    Representante do Gol Club em São Paulo
    saopaulo@golclub.com.br

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s