Volkswagen insere conceito de “escritório sustentável” em suas fábricas

A Volkswagen do Brasil está implantando nas suas quatro fábricas brasileiras um novo conceito de escritórios com base na gestão sustentável dos recursos: o “Escritório Sustentável Volkswagen”.

Inicialmente implantado na fábrica de São Bernardo do Campo, o modelo de escritório já está presente em cerca de 35% dos 62.800 m2 de escritórios da fábrica e proporcionou uma redução na ordem de 1/3 na energia consumida e ganhos de até 30% na área utilizada.

Graças à reorganização dos espaços, foi possível, por exemplo, acomodar duas áreas da empresa (na fábrica de S.B.do Campo) em um único espaço, onde antes abrigava apenas uma delas. As mudanças proporcionaram uma redução no consumo de energia em 17% e as alterações no layout, apresentaram um ganho de espaço de 30%, graças ao uso de um novo conceito de móveis.

“Nossa intenção é criar a cultura e a conscientização do uso dos recursos a partir de conceitos que podem ser aplicados em qualquer ambiente, até mesmo em nossas residências e que refletem nos custos e, principalmente, na qualidade de vida”, afirma o Diretor de Planejamento da Volkswagen, Celso Placeres.

Móveis

No novo escritório a Volkswagen utiliza móveis ergonômicos, fabricados com madeira certificada. Seu formato modular, proporciona a redução da utilização de espaço, tornando o ambiente padronizado e ainda mais organizado e agradável para se trabalhar.

Iluminação

As lâmpadas econômicas são de 28 kw, em luminárias de alta reflexão para iluminação geral, além das luminárias individuais para complementação. Nas janelas, são colocadas persianas com regulagem de entrada de luz para garantir um conforto térmico e um melhor aproveitamento da iluminação natural, possibilitando a utilização da iluminação artificial em nível mínimo. Outro fator para contribuir com a iluminação do ambiente é a utilização de cores claras nas paredes e móveis, deixando uma luz agradável e não-incômoda para os trabalhadores.

Energia

O ar condicionado, também ecológico, não utiliza o gás CFC (Clorofluorcarboneto, prejudicial à camada de ozônio) e possui um baixo consumo de energia.

Sobre as mesas, computadores padronizados, com monitores de LCD configurados para desligamento automático, quando ocioso, reduzem o consumo de energia. Para otimização do uso de papel, as impressoras estão configuradas para realizar a função frente e verso, evitando o desperdício.

“Estas medidas reforçam a preocupação da empresa com as questões ambientais e de qualidade de vidas dos nossos colaboradores. Além disso, o projeto pode e deve ser adaptado ao uso doméstico, já que é comprovada a eficiência na redução de custos e no aumento da qualidade do ambiente”, declara o diretor.

*fonte: Ciclovivo.com.br

2 comentários

  1. Não sei o grau de importancia disso, mas 28 Kw é bastante.
    28 kw = 28.000 W “não existe lampada tão potente no mercado”.
    acredito que o certo seria 28 W.
    abraço.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s