Volkswagen do Brasil inicia exportação de blocos de motores para a Europa

image (2)

Preparação do bloco de motor para exportação – Fábrica de São Carlos
  • Produzido na fábrica de São Carlos (SP), o bloco do motor EA211 1.0l é exportado para a fábrica de Chemnitz, na Alemanha
  • Até o final deste ano serão enviados 46 mil blocos; exportação deve se estender até 2016

Aliando alta tecnologia e qualidade em seus processos produtivos, a Volkswagen do Brasil foi escolhida, dentre todas as operações da marca no mundo, para exportar blocos de motores para a produção de propulsores que equipam os modelos Polo e up! na Europa. Produzidos na fábrica de motores da Volkswagen do Brasil em São Carlos (SP), os blocos são enviados para a fábrica de Chemnitz, na Alemanha.

Inicialmente, a parceria se estenderá até 2016 e engloba a exportação do bloco do motor 1.0l de três cilindros da família EA211, a mais moderna produzida pela fábrica brasileira. Até o final deste ano serão enviados 46 mil blocos de motores. A estimativa é de que, no total, sejam despachadas 90 mil unidades até 2016.

“Desde 2012, a fábrica de São Carlos tem recebido investimentos consistentes, que totalizarão aproximadamente R$ 900 milhões até 2018. Os aportes são destinados especialmente à renovação das linhas de produção, para o desenvolvimento de motores cada vez mais inovadores e eficientes, elevando a competitividade da Volkswagen do Brasil”, diz David Powels, presidente e CEO da Volkswagen do Brasil. “A exportação dos blocos de motores à Alemanha é prova da evolução constante em termos de qualidade e tecnologia em nossos processos produtivos, que colocam a unidade de São Carlos entre as fábricas de motores mais modernas e eficientes do Grupo Volkswagen no mundo”.

“Nossa fábrica conta com tecnologia de ponta e profissionais altamente qualificados para produzir os motores globais da marca, em sintonia com os padrões mundiais da empresa”, destaca Andreas Hemmann, gerente executivo da fábrica de São Carlos.

Produção dos blocos

Altamente tecnológicos, os motores da família EA211 demandam rigorosos padrões de qualidade, que são atendidos pela fábrica de São Carlos. Os blocos e os propulsores completos são fabricados em um prédio totalmente estanque, que utiliza antecâmaras em seus acessos. Um sistema de insuflamento gera pressão positiva, que impede a entrada de resíduos, garantindo assim os altos níveis de limpeza no processo produtivo.

O bloco do motor 1.0l de três cilindros tem como um de seus diferenciais e principal vantagem menor peso, por ser feito em alumínio. Comparado a um motor de mesma cilindrada, mas com quatro cilindros, por exemplo, o EA211 completo é 24 kg mais leve. Assim, a empresa reforça o compromisso com a estratégia de downsizing, que são motores menores e mais eficientes, em sintonia com os motores mais avançados oferecidos na Europa.

O processo de usinagem, responsável por transformar os blocos e cabeçotes brutos de alumínio em peças acabadas, conta com um sistema inovador, que utiliza Mínima Quantidade de Lubrificante, reduzindo em 80 vezes a necessidade de água no processo. Além disso, 100% do cavaco, que é o material retirado durante a usinagem, é destinado à reciclagem.

Via: Assessoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s